Novo projeto de prevenção ao abuso de drogas foca em famílias com adolescentes

Novo projeto de prevenção ao abuso de drogas foca em famílias com adolescentes

Novo projeto de prevenção ao abuso de drogas foca em famílias com adolescentes
Brasília, 31 de outubro de 2013 - O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) e o Ministério da Saúde finalizaram este mês o treinamento de cerca de 40 profissionais, entre eles psicólogos e educadores, que implementarão um novo projeto pré-piloto para fortalecer os vínculos entre famílias com filhos de 10 a 14 anos. O objetivo do projeto é reduzir situações de estresse e conflito entre familiares e, consequentemente, diminuir o risco de abuso de álcool e drogas.
A partir do início de novembro, encontros semanais de duas horas serão realizados aos sábados em seis unidades dos Centros de Orientação Socioeducativos (Cose), que  atendem famílias com crianças e adolescentes entre sete e 17 anos no Distrito Federal. oferecendo atividades para promover o fortalecimento de vínculos.

A primeira hora dos encontros é realizada com pais e filhos separados e, na outra metade, todos se reúnem. Vídeos que retratam situações potencialmente estressantes do dia-a-dia (por exemplo, filhos que mentem sobre onde estiveram ou que se recusam a fazer certas tarefas) são intercalados com momentos de discussão entre o grupo.
A psicóloga Marina Pedralho, que participou do treinamento, acredita que o projeto tem potencial para funcionar no Brasil: "A base do programa é cientificamente provada. Acredito que o ideal é o equilíbrio entre dar amor e colocar limites, mesmo que isso seja difícil para os pais", disse ela.
Avaliações da implementação do projeto em outros países mostram que os jovens participantes têm menos tendência a abusar de álcool, mesmo quatro anos após a intervenção. Os adolescentes também apresentaram menos problemas na escola em comparação com aqueles que não participaram das sessões. Entre os pais, há evidência de maior envolvimento com os filhos e melhora no relacionamento da família como um todo.

O projeto pré-piloto é realizado por meio da parceria entre o Escritório de Ligação e Parceria do UNODC no Brasil, o Ministério da Saúde, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda (Sedest) do Distrito Federal. Os Cose das regiões de Ceilândia Norte, Gama Sul, Núcleo Bandeirante, Paranoá, Sobradinho e Taguatinga Norte serão os primeiros a receber as atividades em caráter experimental.

A metodologia do projeto faz parte do programa global Family Skills do UNODC, que já atingiu mais de 5.000 famílias em quase 20 países. O projeto focará em jovens entre 10 a 14 anos de famílias atendidas pelos Cose para complementar a atuação de um outro projeto lançado em agosto, que também implementa uma outra metodologia do programa Family Skills no Distrito Federal, só que visando crianças entre dois e cinco anos de famílias atendidas pelos Centros de Referência em Assistência Social.

Fonte - UNODC

Voce tem sugestões, ou críticas ? Colabore com este blog clicando aqui...Envie sua mensagem, ou sugestão de assunto. Será um prazer lhe responder. Obrigado, Mais 24 Hrs.
Share: