Parar de fumar sem ajuda de especialista é mais difícil, indica pesquisa

Parar de fumar sem ajuda de especialista é mais difícil, indica pesquisa
Estudo realizado na Inglaterra indica que aqueles que querem parar de fumar têm três vezes mais chances de conseguirem se procurarem a ajuda de um profissional treinado do que se tentaram sozinhos. Essa constatação foi publicada no jornal médico Addiction. Preocupantemente, a mera compra de adesivos de nicotina, chiclete ou outros produtos licenciados de lojas não parece melhorar as chances de parar de fumar.

Este é o primeiro estudo que utilizou dados de pesquisa populacionais amplos o suficiente para revelar a efetividade real de usar os serviços de combate ao tabagismo do Serviço Nacional de Saúde (NHS, do original, em Inglês) comparados com o abandono do hábito de fumar sem ajuda.

O estudo usa dados de um amplo programa de pesquisa do Reino Unido (o Kit de estudos do fumo – veja http://www.smokinginengland.info/) que tem observado fumantes e recentes ex-fumantes desde 2007. A pesquisa publicou no Addiction análises de respostas de questionários de mais de 10 mil pessoas na Inglaterra que tentaram parar de fumar nos doze meses anteriores, para descobrir quais métodos de parar tiveram as maiores taxas de sucesso.

A pesquisa mostra que não somente os serviços para parar de fumar são a melhor aposta dos fumantes para atingir resultados, mas também que fumantes podem não estar sabendo utilizar da melhor maneira substitutos terapêuticos da nicotina vendidos em balcões de farmácia. Os pesquisadores estimam que fumantes que juntam apoio de especialistas comportamentais e remédios que ajudam a parar de fumar ou produtos de nicotina em suas tentativas de parar têm aproximadamente três vezes mais chances de terem sucesso do que aqueles que param de fumar sem nenhuma ajuda. 


Mas, por outro lado, fumantes que compram substitutos terapêuticos de nicotina sem a ajuda de um profissional de saúde têm chances similares de sucesso com relação àqueles que param sem nenhuma ajuda. Isso é particularmente relevante num momento em que o número de pessoas que usam serviços para parar de fumar está caindo, e milhões de fumantes vêm comprando substitutos terapêuticos de nicotina de balcão de farmácia a cada ano.

O professor Robert West, da Universidade College London, que liderou o time de pesquisadores, disse: “Quando você pensa que parar de fumar salva seis horas de vida para cada dia que não se fuma, investir uma hora ou duas em um período de seis semanas para consultar um especialista em parar de fumar do NHS parece um bom investimento. Eles podem fornecer remédios mais baratos do que os disponíveis nas farmácias e aconselhar sobre como usá-los da maneira correta. É impressionante que nem todos os fumantes que querem parar de fumar o façam. Com relação aos produtos de nicotina comprados em lojas, há uma necessidade urgente de entender o que está acontecendo, porque nós sabemos que se esses produtos forem usados da maneira correta, eles podem trazer resultados”.

Fonte - OBID - Traduzido e adaptado de Medical News Today

Voce tem sugestões, ou críticas ? Colabore com este blog clicando aqui...Envie sua mensagem, ou sugestão de assunto. Será um prazer lhe responder. Obrigado, Mais 24 Hrs.
Share: