Famílias do DF participam do primeiro dia de atividades de projeto-piloto do UNODC para prevenção do uso de drogas

Famílias do DF participam do primeiro dia de atividades de projeto-piloto do UNODC para prevenção do uso de drogas



Famílias do DF participam do primeiro dia de atividades de projeto-piloto do UNODC para prevenção do uso de drogas
 Brasília, 29 de agosto de 2013 - Dezoito famílias compareceram ontem ao Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) da cidade de Planaltina, no Distrito Federal (DF), para participar do primeiro dia de atividades do projeto-piloto com a metodologia Families and Schools Together (FAST - Famílias e Escolas Juntas, em tradução livre), que trabalha as relações familiares para prevenir o uso de drogas entre crianças.
Este primeiro encontro com as famílias participantes faz parte do treinamento das equipes formadas por assistentes sociais, psicólogos, professores e membros da própria comunidade, que implementarão o projeto-piloto do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) nos CRAS que servem as comunidades de Planaltina, Samambaia, Sol Nascente e Estrutural. Enquanto a equipe de Planaltina realizou sua primeira sessão com as famílias, os profissionais e membros das comunidades dos outros três CRAS puderam observar como as atividades funcionam na prática.

A consultora do UNODC que criou a metodologia FAST, Dra. Lynn McDonald, e o coordenador do CRAS de Planaltina, Isac Almeida Silva, deram as boas-vindas aos participantes, que foram divididos em três salas. Silva elogiou a metodologia : "[O FAST] dá mais autonomia às famílias e permite que elas descubram as alternativas que funcionam para cada núcleo familiar, criando assim famílias mais empoderadas e menos dependentes da assistência social".
Famílias do DF participam do primeiro dia de atividades de projeto-piloto do UNODC para prevenção do uso de drogas
Durante o encontro, cada família desenhou uma bandeira que os representasse e se apresentou diante do grupo. Em seguida, todos tomaram um lanche juntos e depois aprenderam uma música. Os adultos puderam conversar entre si, enquanto as crianças brincavam separadas. A última atividade da manhã foi o sorteio de uma cesta com jogos, brinquedos e materiais como lápis de cor e papéis coloridos.

Ana Lidia dos Santos veio acompanhada pela mãe, Mariene Moreira dos Santos, e pelos filhos, Suyane, de 10 anos, João, de 7 anos e Ana Clara e Ingrid, de dois anos. Ela disse que pretende voltar nas próximas semanas: "Foi bom porque a gente pode interagir, perder a vergonha de se expressar, cantar e sair um pouco de casa".
Elzicleide de Albuquerque Silva trabalha no Centro de Atenção Psicossocial Infantil (CAPS-I) de Sobradinho e foi uma das profissionais em treinamento que atenderam às famílias. Ela disse se sentir privilegiada por fazer parte do primeiro grupo a conhecer essa metodologia. "O mais importante é o resgate dos valores da família, que a sociedade vem perdendo", afirmou Silva.
Hoje foi a vez da equipe do CRAS de Planaltina dividir-se para assistir as sessões com as famílias nos outros três CRAS. Amanhã haverá uma cerimônia para encerrar a semana de treinamento, com entrega de certificados para os participantes.

Famílias do DF participam do primeiro dia de atividades de projeto-piloto do UNODC para prevenção do uso de drogas
O projeto-piloto é resultado de uma parceria entre o UNODC, a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda (Sedest) do Distrito Federal. Até 130 famílias serão atendidas durante os próximos dois meses, com encontros semanais realizados nos quatro CRAS.
A metodologia FAST já foi implementada pelo UNODC em outros oito países, onde atingiu mais de 2.000 famílias, como parte do projeto global Family Skills (Habilidades para a vida, em tradução livre). Avaliações indicam que cerca de 80% das famílias participantes comparecem a todos os encontros e mantêm contato com outras famílias ao fim do projeto. Resultados como aumento de sociabilidade, melhora no desempenho escolar das crianças e maior envolvimento dos pais nas escolas, além de redução de conflitos, comportamentos agressivos e ansiedade também foram observados.

Fonte - UNODC
 
Voce tem sugestões, ou críticas ? Colabore com este blog clicando aqui...Envie sua mensagem, ou sugestão de assunto. Será um prazer lhe responder. Obrigado, Mais 24 Hrs.
Share: