UNODC atualiza estimativas globais sobre uso de drogas injetáveis ​​e prevalência do HIV entre usuários de drogas injetáveis

UNODC atualiza estimativas globais sobre uso de drogas injetáveis ​​e prevalência do HIV entre usuários de drogas injetáveis

UNODC atualiza estimativas globais sobre uso de drogas injetáveis ​​e prevalência do HIV entre usuários de drogas injetáveis
Viena, 28 de junho de 2013 - A associação entre o uso de drogas injetáveis  e o HIV ainda é preocupante em muitos países ao redor do mundo. Em 2013, o UNODC estima que existam 14,0 milhões (variação de 11,2 milhões para 22,0 milhões) de pessoas que injetam drogas em todo o mundo e, destes, 1,6 milhões (variação de 1.2 a 3.9 milhões) são portadores do HIV, o que representa uma prevalência global do HIV de 11,5% entre as pessoas que usam drogas injetáveis​​.
As novas estimativas globais sobre ambos uso de drogas injetáveis ​​e HIV entre usuários de drogas injetáveis ​​são menores do que as estimativas globais anteriores relatadas em 2008 por Mathers et al. No entanto, as estimativas mais baixas não representam uma diminuição da epidemia, mas uma maior disponibilidade de dados mais confiáveis, o que permite a criação de uma nova linha de base para estimativas globais sobre uso de drogas injetáveis ​​e HIV entre usuários de drogas injetáveis​​.
Em sua grande maioria, as mudanças relatadas desde que as estimativas nacionais, regionais e globais anteriores sobre o uso de drogas injetáveis ​​e HIV entre usuários de drogas injetáveis ​​são devido a melhorias nos métodos de avaliação aplicados e aumento da cobertura global de vigilância bio-comportamental e inquéritos especiais entre as pessoas que usam drogas injetáveis​​. Em alguns países, as mudanças nas estimativas do número de pessoas que injetam drogas pode ser explicado pelas mudanças nos padrões de uso de drogas, por exemplo, passando a outras vias de administração. As novas estimativas foram rigorosamente validadas e serão atualizadas anualmente.

Em países onde o número estimado de pessoas que usam drogas injetáveis foi maior do que anteriormente relatados incluem, por exemplo, Paquistão, Federação Russa e Vietnã, enquanto os países com estimativas mais baixas em uso de drogas injetáveis ​​incluem, por exemplo, Brasil, Indonésia, África do Sul, Tailândia e Estados Unidos.
No entanto, em vários países muito populosos, por exemplo, no Brasil, Rússia, China, Ucrânia, Tailândia, Indonésia e Estados Unidos, o número estimado de usuários de drogas injetáveis que também são portadoras do HIV foi notavelmente menor do que estimados anteriormente.
Ainda assim, em muitos países, os dados existentes sobre uso de drogas injetáveis ​​e HIV entre pessoas que injetam drogas estão longe de serem adequados. Intensificação  de esforços e investimentos, particularmente domésticos, em monitoramento e pesquisa entre esta população-chave são urgentemente necessárias.

Acesse o Relatório Mundial sobre Drogas 2013 e documentos relacionados: 

Relatório Mundial sobre Drogas 2013 ( Inglês)
Hotsite do Relatório Mundial sobre Drogas 2013 ( Inglês)
Sumário Executivo ( Inglês, Espanhol, Português)
Referências ao Brasil ( Português)
Referências à Argentina ( Inglês)
Referências ao Paraguai ( Inglês)
Referências ao Uruguai ( Inglês)
Mensagem do Secretário-geral da ONU Ban Ki-moon ( Inglês, Espanhol, Português)
Declaração do Diretor Executivo do UNODC Yury Fedotov ( Inglês, Espanhol, Português)

Fonte - UNODC 

Voce tem sugestões, ou críticas ? Colabore com este blog clicandoaqui...Envie sua mensagem, ou sugestão de assunto. Será um prazer lhe responder. Obrigado, Mais 24 Hrs.
Share: